vintage

Microfone de Fita: O que é e quando usar?

Como já dito em outro post, o microfone é um transdutor, ou seja, um mecanismo capaz de converter um tipo de energia em outra. Ele capta a energia acústica, ou em outras palavras, a vibração, e a traduz em energia elétrica. Essa conversão pode mudar um pouco de acordo com o tipo de microfone e por isso iremos dividi-los de acordo com suas categorias.

Áudio Digital - Elementos Básicos do Som
Curso de Áudio Digital - Elementos Básicos do Som
CONHEÇA O CURSO

A funcionalidade do microfone de fita é muito parecida com a do microfone dinâmico, aliás, ele não deixa de ser um microfone dinâmico, porém ao invés de uma bobina móvel metálica e do diafrágma, temos uma fita sanfonada entre dois ímãs que desestabiliza o campo magnético. A fita é feita de um material muito mais leve e que é um excelente condutor. Esse microfone foi inventado como uma solução aos microfones dinâmicos convencionais que eram muito “duros”para captar o som.

A resposta em frequência desse tipo de microfone é extensa! Muitas vezes é até melhor que um microfone condensador, porém muita atenção! Nunca utilize “phantom power” em microfones de fita, pois se isso ocorrer sem a orientação do fabricante, a fita irá imediatamente quando exposta a uma carga elétrica “enrugar” e parar de funcionar. Em caso de dúvidas, sempre consulte o manual do fabricante.

Esse tipo de microfone, apesar de não ser facilmente encontrado no mercado, é utilizado principalmente em estúdio quando se pretende uma sonoridade muito característica, alguns diriam até “vintage”, sendo adorado pelos engenheiros de som para gravar, por exemplo, sala.