Áudio e Vídeo

Audiovisual Trends: quais tendências que prometem dominar o mercado?

Você conhece quais são as tendências do audiovisual? Então, dá uma conferida na lista que fizemos!

mais de 4 anos atrás

A era da tecnologia tem proporcionado avanços na forma de comunicação e transmissão de conteúdo como nunca antes fora imaginado. Os irmãos Lumière ficariam surpreendidos em ver como a sétima arte evoluiu.

Quem estuda sobre o mercado audiovisual e tem verdadeira paixão por esse assunto sabe que, para criar uma carreira nessa área, se faz necessário ter profundo conhecimento e atualizar-se quanto às novidades do ramo.

Existe uma onda crescente de inovações e as empresas procuram isso para se diferenciar no mercado, atrair mais clientes e, consequentemente, alcançar uma vantagem competitiva sustentável.

Falando nisso, você conhece quais são as tendências do audiovisual? Então dá uma conferida na lista que fizemos!

Adobe Premiere Pro CC - Edição de vídeos
Curso Adobe Premiere Pro CC - Edição de vídeos
Conhecer o curso

1. Realidade Virtual

A Realidade Virtual tem como objetivo criar uma maior imersão dentro de um conteúdo audiovisual, explorando ao máximo os sentidos do espectador, e proporcionando uma experiência perceptiva singular, através do uso de óculos especiais, efeitos sonoros e até táteis.

Presente em jogos, militarismo, medicina e diversas outras formas, essa tecnologia tem ganhado espaço também no cinema. O diretor e designer Ricardo Laganaro é um especialista nesse tema e apresentou o filme documental Step to the line, em que retrata o trabalho feito pela ONG Defy Venture em prisões de segurança máxima nos EUA, e nos mostra como seria a sensação dentro de uma prisão de segurança máxima por meio desse recurso tecnológico. O documentário em VR contou com o apoio da O2 Filmes e produção da Oculus, braço de realidade virtual do Facebook, e faz parte do projeto VR For Good.

Laganaro, em entrevista ao canal Jacaré Banguela no YouTube, disse que caiu no mundo da Realidade Virtual meio por acaso. Um dia, ele recebeu uma proposta do diretor Fernando Meirelles para realizar um projeto muito complexo voltado ao Museu do Amanhã e, naquele instante, teve um insight de que poderia executar aquela tarefa utilizando, exatamente, dessa tecnologia.

No Brasil, esse movimento ainda é um pouco tímido, mas tem tudo para ganhar força, por ser um recurso que vem ganhando cada vez mais adeptos pelo mundo.

2. Evolução dos movimentos de câmera

Com a evolução da tecnologia, as câmeras estão ficando melhores e menores ao mesmo tempo, e o desenvolvimento de novos equipamentos, que auxiliem e possibilitem maior facilidade de movimentos dessas câmeras, torna-se uma tendência crescente.

É o caso do Drone, veículo aéreo não tripulados e controlado remotamente, que permite a captação de cenas aéreas em praticamente qualquer lugar, e já é utilizado em transmissões, competições e até mesmo para entregar compras.

Empresas especialistas em storytelling, como a Coca-Cola, já recorreram aos drones para criar uma experiência de marca nas produções de vídeo.

Muitos fotógrafos e filmmakers, que precisam estar antenados às novas tecnologias, já utilizam esses equipamentos aéreos para realizar imagens de ângulos que seriam inimagináveis em casamentos, eventos esportivos e outros tipos de festas.

Devido à grande utilização no mercado audiovisual, os drones têm gerado muitas discussões acerca do seu propósito, principalmente no que diz respeito às questões legais e de tráfego aéreo, e vale a pena ficar ligado nas regulamentações e práticas de segurança quem pretende investir em um equipamento destes.

O drone permite uma grande variedade de ângulos e movimentos, porém ainda assim possui suas limitações, então é bom ficar ligado em outras tendências de equipamentos que ampliam as possibilidades de movimentação de câmera, como por exemplo estabilizadores de câmera, como o Freefly MōVI; câmeras de ação com diversos acessórios, como a GoPro; câmeras com estabilizador embutido, como a DJI Osmo; além de muitas lentes e câmeras que já vem com mini estabilizadores internos.

3. Facebook como plataforma de publicação de vídeo

A rede social de Mark Zuckerberg é uma das melhores e a mais utilizada do mundo. É impressionante a evolução que o Facebook tem a cada ano e como ele acompanha as tendências do século XXI numa interação de jeito simples e acessível.

O crescimento do Facebook como plataforma de publicação e transmissão de vídeos é notório, pois, acompanhando a predisposição do mercado, possibilita o streaming, vídeos ao vivo e 360º. Porém, possui um diferencial frente a plataformas como o VIMEO e o Youtube, pois cria um contato direto muito grande entre fornecedor e público que estará visualizando as postagens diretamente em seus feeds.

O videoclipe em 360º da música Farol, de Ivete Sangalo, por exemplo, chegou a ser o mais assistido na categoria em todo o mundo, com mais de 10 milhões de visualizações dentro da rede social.

Este ano, os clubes Curitiba e Atlético-PR preferiram que a transmissão do clássico, válido pela final do campeonato paranaense, fosse feita via internet ao invés do canal pago Premiere, contrariando a empresa que possuía os direitos de imagem, gerando uma discussão interessante em torno da transmissão via web versus televisão.

4. A revolução Netflix

As assinaturas de Video on Demand (VOD) ganharam a simpatia de muitos usuários brasileiros, deixando canais de TV e outras tecnologias (como o DVD) virar artigos de museu.

O declínio das assinaturas de TV a cabo é cada vez mais evidente, ao passo que o número de cadastrados no Netflix aumenta. Isso ocorre, principalmente, pelo fato do site ser uma enorme vitrine de conteúdo, e o usuário poder escolher como, onde e quando assistir, proporcionando uma liberdade de uso insuperável.

E o Netflix não é o único que faz uso desse modelo de distribuição de conteúdo. Hoje temos Amazon Prime, HBOgo, NOW, e a Disney pretende lançar um serviço de streaming em 2019.

Essa expansão de mercado pode contribuir e muito para quem trabalha na área audiovisual, pois abre oportunidades de venda de projetos para o Netflix e as demais plataformas que investem no cinema nacional.

É inegável o quanto a tecnologia pode contribuir com as produções audiovisuais e o fato de que isso já vem acontecendo de maneira absurdamente rápida. Precisamos sempre acompanhar as atualizações para tirar proveito e ganhar destaque profissional.

Se você gostou das informações de hoje, curta nossa página no Facebook para acompanhar todas as novidades do mercado audiovisual que postamos por aqui!

Captação  de áudio para vídeo
Curso Captação de áudio para vídeo
Conhecer o curso

Autor(a) do artigo

Redacao AvMakers
Redacao AvMakers

Todos os artigos

Artigos relacionados Ver todos