Áudio e Vídeo Cinema

Filmes clássicos para assistir online e de graça

Confira a lista de filmes clássicos disponíveis online e de graça na plataforma do Sesc Digital - uma iniciativa com curadoria do CineSesc

5 meses atrás

Que desde o início da pandemia do novo coronavírus as plataformas de streaming conquistaram ainda mais espaço em nossas vidas você já sabia, mas com o aumento do número de serviços fica cada vez mais difícil de escolher qual plataforma assinar. Além disso, como apontamos em nosso último artigo, é comum não encontrar os grandes clássicos do cinema no acervo das grandes plataformas como Netflix, HBO Max, Prime Video…

Nesses momentos, plataformas de acesso gratuito e com um acervo que também privilegia os clássicos. E esse é o caso do projeto #emcasacomsesc - uma iniciativa do Sesc São Paulo, com exibição gratuita de filmes no Sesc Digital e curadoria especial do CineSesc. O catálogo é disponibilizado em alta definição, com legendas em português, e é atualizado semanalmente.


Acossado

Uma das obras-primas de Jean-Luc Godard, Acossado foi um marco da nouvelle vague francesa. O uso dos jump-cuts (saltos na montagem que causavam uma descontinuidade visual) foi abordado em um dos episódios da nossa série sobre Movimentos Cinematográficos no Youtube:

Para assistir ao filme, clique aqui.


O Homem Que Sabia Demais

Dirigido por Alfred Hitchcock, O Homem Que Sabia Demais é um dos poucos casos do cinema em que um cineasta revisita sua obra. A primeira versão, que está disponível na plataforma, foi lançada em 1934, e em 1956 o próprio Hitchcock foi responsável pela refilmagem do longa, que estreou com o mesmo título.

Essa é uma ótima oportunidade para assistir a primeira versão do filme e, em seguida, buscar pela refilmagem, estrelada por James Stewart, para notar a evolução do trabalho do diretor ao longo desses 22 anos. Ao comparar as duas versões, o próprio Hitchcock afirmou que a primeira versão era a obra de um amador de talento, enquanto a refilmagem foi o trabalho de um profissional.

Veja a versão de 1934 aqui. Já a versão de 1956 está disponível no Telecine, no Google Play e no Youtube.


Tangerine

O filme mais contemporâneo da lista estreou em 2015 e além de sua relevância temática e sucesso de crítica, a inovação tecnológica proposta por Sean Baker na captação do longa se destacou: o filme foi todo rodado em três celulares iPhone 5s.

Após o sucesso do filme, o equipamento foi adquirido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela organização do Oscar, para compor o Museu da Academia, em Los Angeles. Além disso, os trabalhos das atrizes transgênero Mya Taylor e Kitana Kiki Rodriguez foram incentivadores para que a Academia levasse em conta a identidade de gênero dos atores na premiação.

Confira o filme aqui.


Retrospectiva Leon Hirszman

Além do #emcasacomsesc, o Sesc Digital disponibiliza também outras mostras temporárias, como a Retrospectiva Leon Hirszman, que estará disponível no site até 9 de fevereiro de 2021. Hirszman foi um dos grandes nomes do Cinema Novo brasileiro, também tratado em nossa série sobre Movimentos Cinematográficos:

No catálogo você encontra filmes como São Bernardo, Ecologia, Megalópolis e Eles Não Usam Black Tie. Confira aqui.


O Sesc Digital oferece ainda uma variedade de curtas e animações. Confira todos os filmes disponíveis, e conta pra gente qual você mais gostou. Não esqueça de acompanhar nossas redes - Facebook e Instagram - para não perder nenhum texto sobre cinema.

Autor(a) do artigo

Rafael Alessandro
Rafael Alessandro

Mestrando em Cinema e Artes do Vídeo, dedica-se à pesquisa e produção audiovisual.

Todos os artigos

Artigos relacionados Ver todos