Rosa e Azul: tendência nos videoclipes em 2016

A mistura do Rosa Quartzo (Pantone 13-1520) com Azul Serenity (Pantone 15-3919) parece ter dominado as principais produções audiovisuais do ano passado. Mas isso já era previsto pela Pantone, que anunciou no final de 2015 que essas cores comandariam 2016 – fato inédito, uma vez que até então apenas uma era escolhida como a “cor do ano”.

A combinação apareceu em peso em videoclipes internacionais, principalmente de música pop. Uma das responsáveis por essa tendência é Hannah Lux Davis, diretora de Bang Bang (Jessie J), Side to Side (Ariana Grande), Bad Things (Machine Gun), The Night is Still Young (Nicki Minaj), Into You (Ariana Grande), Miss Movin’ On (Fifth Harmony) – todos os clipes citados anteriormente apresentam a estética luminosa azul e rosa.

alt

A partir disso, não demorou muito para que a influência aparecesse em produções de outros diretores. Clipes como Can’t Feel My Face (The Weeknd), What Do You Mean? (Justin Bieber), YOUTH (Troye Sivan), Ginza (J. Balvin), Dangerous Woman (Ariana Grande) também misturaram as cores de 2016, chegando até mesmo à produções brasileiras: Não Me Toca (Zé Felipe ft. Ludmilla) e Fogo na Saia (Lexa).

Segundo a Pantone, a combinação transmite “equilíbrio, calma, bem-estar, tranquilidade, igualdade e dualidade”. Enquanto o Rosa Quartzo é um “tom delicado que transmite compaixão e compostura”, o Azul Serenity é mais arejado ao lembrar de um céu azul, sendo “relax mesmo em tempos conturbados”.

alt

Em suma, o Rosa Quartzo e o Azul Serenity foi para os videoclipes em 2016 o que o Teal and Orange é para o cinema há alguns anos. Para saber mais sobre esse fenômeno azul-alaranjado que vem ocorrendo na cinematografia, confira o artigo Why Every Movie Looks Sort of Orange and Blue (em inglês).

Para 2017 a Pantone já tem sua aposta: Greenery (Pantone 15-0343) – uma cor “refrescante e revigorante”, que “simboliza novos começos”. Já podemos esperar videoclipes com tons esverdeados?

alt

É claro que uma boa iluminação colorida sem ajustes na pós-produção não é nada. Para aprender mais sobre as características da cor, criar e aplicar looks aos vídeos, corrigir e equilibrar cores, o TreinaWeb oferece cursos de tratamento de cor, como:

Deixe seu comentário
Rafael Alessandro

Mestrando em Cinema e Artes do Vídeo, dedica-se à pesquisa e produção audiovisual.