Cronograma de execução: o que é e por que você precisa dele?

Uma vez feita a análise técnica do seu projeto, agora você terá que elencar todas as tarefas e o seu devido prazo para serem cumpridas.

O cronograma de execução é um dos grandes passos dentro da sua produção audiovisual, já que, depois de preparar a parte do “o que” é o seu projeto, você você vai partir para o “como e quando”, isso tudo dentro da lista que a gente já falou aqui no blog.

O cronograma é mais um daqueles itens que demonstram que você sabe o que vai fazer, e quanto tempo isso vai levar, dentro da sua produção — podendo atuar como um diferencial dentro do processo de edital, por exemplo.

Desenvolver um cronograma significa atribuir prazos para que todas as etapas e processo possam ocorrer, levando em conta o prazo total do seu projeto, visando sempre o melhor cumprimento desse.

Os tipos de cronograma

Existem dois tipos de cronograma: um mais simples, descrito em linhas mais gerais, sendo que as etapas são descritas e um prazo de duração será estimado para que cada função ocorra. Esse tipo de cronograma conta com etapas, descrição e duração calculada por semana — em uma de suas formas possíveis de apresentação.

Além desse, existe o cronograma mais detalhado, contendo itens, etapas, datas de início e fim para cada um dos processos que vão compor o seu projeto como um todo. Nesse tipo de cronograma, a tabela apresenta os itens, as etapas, uma data de início e uma data de término para cada processo.

O cronograma dentro da sua produção

A palavra que melhor define a ideia de cronograma é o controle: quando você tem um cronograma que é bem feito e que prevê com exatidão as atividades que devem ser feitas, bem como o tempo que ocuparão dentro do tempo total da produção, seu trabalho ocorre de maneira mais ordenada e sem surpresas — ou, no mínimo, com alguma margem para surpresas.

A ideia de você conseguir fazer com que os processos se encaixem e trabalhem em conjuntos é tornar o projeto como um todo mais eficiente em entrega, já que você estará dentro do seu prazo; em gestão de equipes, já que todos saberão o que, como e quando cada coisa deve ser feita; além de não gerar mais gastos além daqueles que já foram previstos dentro do seu orçamento.

Dentro dos mecanismos de fomento ausiodivisual, como os editais e projetos incentivados pela Lei Rouanet, o cronograma de execução é uma das exigências para dar a entrada nesses projetos, de maneira que, ainda que você não tenha todos os dados aprovados ou mesmo prontos, é interessante que você tenha uma data de início e de fim do seu projeto e uma versão de cronograma mais simples, estipulando o número de semanas de trabalho de cada processo dele.

Quando se pensa na aplicação do cronograma mais detalhado, é interessante pensar que ele pode ser uma ferramenta de muita ajuda ao seu projeto, já que permite uma maior organização das etapas, bem como permite cobrar, estabelecer prazos para entregas, resultado, além de permitir maior acompanhamento de cada atividade por parte da direção e equipe de produção.

Uma dica importante quando se trata do cronograma de execução é: o melhor cronograma é aquele que você pode colocar em prática e que corresponde à realidade que você vive dentro da sua produção: vale muito mais um cronograma que seja simples, mas que funcione bem em termos de prazo, do que um bem elaborado que, ao fim, deixe a desejar na parte da execução.

Deixe seu comentário
Share

Escritor e redator, formado em Rádio e Televisão pelo Complexo FIAM-FAAM, apaixonado por literatura e observador míope do espaço sideral.