O que é um vídeo ensaio?

O vídeo ensaio (ou video essay, em inglês) é um formato de conteúdo audiovisual que vem fazendo sucesso na internet nos últimos anos. Ele empresta o termo ensaio como gênero textual literário – muito flexível e livre em sua escrita – e é apresentado visualmente, em formato de vídeo.

Assim como no ensaio literário, ele serve para exprimir opiniões, ideias, impressões ou até mesmo críticas a respeito de determinado tema. E na produção de conteúdo sobre cinema, foi um formato utilizado principalmente para a realização de análises fílmicas.

Um dos canais que difundiu os vídeos ensaios sobre cinema no Youtube foi o Every Frame a Painting. Com 28 vídeos de análises fílmicas, produzidos por Taylor Ramos e Tony Zhou, entre abril de 2014 e setembro de 2016, a dupla acumulou mais 90 milhões de visualizações.

Confira essa análise sobre como os elementos de linguagem de O Silêncio dos Inocentes (1991) indicam, segundo o autor, “quem ganha a cena”: legenda em português disponível no player

O vídeo ensaio normalmente é acompanhado de uma narração, que apresenta a tese a ser defendida. Mas isso não quer dizer que não existam ensaios visuais silenciosos. Afinal, quem estuda cinema e audiovisual conhece bem o poder das próprias imagens de suscitarem ideias.

O antropólogo visual Etinne Samain, por exemplo, defende no livro Como Pensam as Imagens (2012) que o cruzamento de imagens – no caso do vídeo ensaio, a montagem – seria capaz de fazer com que a imagem tenha “‘vida própria’ e um verdadeiro ‘poder de ideação’ (isto é, um potencial intrínseco de suscitar pensamento e ‘ideias’) ao se associar a outras imagens”. E que essa associação poderia ser comparada a uma frase verbal, que promove diferentes ideias de acordo com a sua organização. No caso das imagens, essa organização se revela em sua curadoria e montagem.

Duvida? Olha só esse vídeo ensaio sobre as rimas visuais em Me Chame Pelo Seu Nome (2017):

Fica evidente, no cruzamento de imagens, que o posicionamento e gestos dos personagens em quadro, quando repetidos, não geram meras recorrências gráficas, mas fazem uma citação da cena anterior, ecoando seus significados. E apenas com a montagem, na simples justaposição de duas janelas, somos convencidos desse argumento.

E aqui, devemos estar atentos para a importância da imagem no vídeo ensaio. Mais do que ilustrar algo que está sendo narrado, ela tem um potencial argumentativo. Ela é parte da metodologia, parte da construção do texto.

No Brasil, canais como mimimidias, Quadro em Branco, EntrePlanos e Ombrelo também são compostos por vídeo ensaios sobre cinema, séries, literatura, música e até mesmo astrologia. Olha só esse que traça uma analogia entre Alice no País das Maravilhas e o filme Antes do Amanhecer (1995):

E nós do AvMakers também já estamos produzindo conteúdo no formato. Desde o ano passado, apresentamos alguns materiais mais teóricos em pequenos vídeo ensaios. Na playlist abaixo, por exemplo, você pode conferir nossos vídeos curtos – entre 5 e 10 minutos – que abordam os movimentos cinematográficos da história do cinema – com muitas indicações de filmes, livros e diretores.

E, em breve, alguns de nossos cursos também serão apresentados nesse formato – já que notamos a imediata adesão de nosso público a esse tipo de vídeo. Mas e você? Gosta de vídeo ensaios? Tem algum canal favorito? Conta pra gente aqui nos comentários e em nossas redes – Facebook e Instagram.

Deixe seu comentário
Rafael Alessandro

Mestrando em Cinema e Artes do Vídeo, dedica-se à pesquisa e produção audiovisual.