Áudio e Vídeo Carreira

7 coisas que você deve saber para ter sucesso na carreira de editor

Para ajudá-lo a ter sucesso, preparamos uma lista de dicas do que você precisa fazer para se estruturar, manter e progredir na área de audiovisual.

mais de 3 anos atrás

Quem sonha em viver de produção audiovisual, seja como filmmaker, seja como editor, precisa obter conhecimentos sobre os softwares, as rotinas e os equipamentos importantes para ingressar na área, afinal, para ser uma pessoa reconhecida e ter sucesso na carreira de editor, é fundamental traçar um bom planejamento e dominar o que está fazendo.

Para ajudá-lo a ter sucesso, preparamos uma lista de dicas do que você, freelancer ou empreendedor, precisa fazer para estruturar-se, manter-se e progredir na área de audiovisual. Acompanhe!

DaVinci Resolve - Gerenciamento de Projetos de Edição
Curso DaVinci Resolve - Gerenciamento de Projetos de Edição
Conhecer o curso

1. Estabeleça um networking

São várias as possibilidades no mercado audiovisual, e estabelecer uma boa rede de contatos pode tornar seu trabalho mais procurado, possibilitando parcerias para os projetos, troca de experiências e indicações. No entanto, isso não pode ser uma “via de mão única”, pois criar um network é manter uma cooperação mútua.

Essa é uma prática que está ligada ao seu marketing pessoal, a partir do momento em que você demonstra ser uma pessoa interessante ao ponto de as outras pessoas notarem e quererem estar perto — isso pode ser vantajoso no mundo corporativo.

Ser gentil e prestativo com colegas de trabalho e com os clientes são ações-chave que contribuem para o seu network, afinal, ninguém quer ficar perto de quem não trata as demais pessoas com respeito, não é verdade?

2. Mantenha-se atualizado

Sempre que possível, é importante fazer uma reciclagem de informações e estudar novos programas e ferramentas que são lançados e atualizados, pois isso fará com que você esteja ligado nas tendências de mercado e diferencie-se daqueles profissionais que preferem ficar na mesmice.

Ter uma noção exata de como utilizar os softwares facilita — e muito — o trabalho, porque otimiza o tempo de edição de um vídeo, por exemplo. Quando se sabe sobre as novas ferramentas que podem melhorar ou expandir as possibilidades do trabalho, sendo que os softwares estão em constante atualização, as tarefas executadas tornam-se mais eficientes.

Além disso, fazer cursos de capacitação é importante para estar em constante evolução, logo, invista em aulas que possam oferecer o embasamento necessário para trabalhar em ferramentas como essas, sejam elas simples, sejam elas complexas.

DaVinci Resolve - Edição de Vídeo Profissional
Curso DaVinci Resolve - Edição de Vídeo Profissional
Conhecer o curso

3. Estude o projeto

Quando fizer a edição de algum vídeo, é importante ter atenção ao roteiro e ao briefing que foram enviados, para que não haja erros durante o projeto, comprometendo todo um trabalho e, principalmente, minimizando a confiança do cliente.

É primordial dar uma atenção ao roteiro enviado, verificar o que foi passado no briefing e não ter medo de tirar dúvidas com o cliente, ou sugerir ideias, já que isso será importante para entender a fundo o projeto e o objetivo do vídeo planejado.

Identifique se não está faltando algum elemento que seja primordial para executar a edição, pois, por mais que o seu cliente não disponha de organização, você deve tê-la para ser um bom profissional na área.

4. Deixe seus trabalhos organizados

Para quem está dando os primeiros passos na carreira, uma dica de ouro é sempre ajeitar os trabalhos de edição em pastas e salvar cópias em backup, pois, assim, você minimiza o risco de, caso a máquina utilizada dê algum problema, perder arquivos importantes.

Existem diversos serviços de nuvem disponíveis, como o Google Drive, o Dropbox, o iCloud, o OneDrive, entre outros, que podem ser utilizados para salvar os projetos. No entanto, fazer cópias de segurança dos arquivos brutos, em HD externo, também é um ação imprescindível.

Além disso, manter o backup dos arquivos brutos, mesmo depois de o job ter sido aprovado, é primordial, afinal, nunca se sabe quando um cliente pode precisar novamente de uma nova versão do trabalho.

5. Registre tudo que for acertado

Quando se está negociando com alguém, sempre é importante documentar isso, até mesmo, para evitar contratempos futuros e surpresas indesejáveis ao finalizar um projeto contratado.

Cada parte da negociação precisa estar muito clara, então, de preferência, combine o máximo de coisas por e-mail, pois negociar verbalmente pode ser uma jogada arriscada e, no final das contas, você pode sair perdendo por não ter provas.

Ter esse histórico arquivado dá a segurança de executar seu trabalho sem se preocupar se está tudo bem acertado e, havendo questionamento de qualquer informação que não conste no que foi pedido, você já terá em mãos uma forma de argumentar.

6. Emita notas fiscais

A partir do momento em que seu próprio negócio estiver tomando forma, será necessário regularizar o processo e emitir notas fiscais para seus clientes, afinal, emitir um comprovante da negociação é a forma do freelancer não perder a oportunidade de fazer o job.

Agir dentro da lei é algo que você deve ter como prioridade, pois isso aumenta sua credibilidade perante o mercado audiovisual e mostra que você realmente deseja ser um profissional respeitado, cumprindo com suas obrigações tributárias.

Para isso, sendo freelancer, você pode se registrar como Micro Empreendedor Individual (MEI), enquadrando-se, assim, no sistema do Simples Nacional de tributação, que isenta de várias taxas e facilitando o processo de início de uma empresa. O Empreendedor Individual pode faturar até 81 mil por ano, pagando apenas um pequeno imposto fixo por mês de cerca de R$ 60.

Se pretende abrir uma empresa em sociedade, ou se tiver um faturamento superior ao teto do MEI, pode optar por abrir uma Micro Empresa (ME) e, nesse caso, o imposto por nota fiscal varia de 4% até 17,42%, dependendo do ramo de atuação, e é obrigatório a contratação do serviço de contatabilidade.

No entanto, não se esqueça de fazer seu imposto de renda pessoal, já que pagar em dia seus impostos de pessoa jurídica não o dispensa de sua obrigação como pessoa física.

7. Dê valor ao seu trabalho

A menos que você queira fazer parte do terceiro setor e montar uma ONG, saiba que deve se valorizar e exigir um pagamento justo pelo serviço prestado. Muita gente vai achar que o que você faz é um hobby, mas, nesse momento, o seu profissionalismo deve sobressair e deixar claro que você realiza um trabalho digno de retorno.

Estabeleça uma tabela de preços de acordo com o que é pago no mercado e deixe isso bem claro no processo de negociação com os clientes, já que muitos deles vão querer argumentar e pedir desconto, achando que o preço não condiz com o nível do trabalho. Lembre-se de que o seu conhecimento vale muito.

Saiba se impor nas conversas de negócios e trace qual o ganho pretende obter, pois ter um planejamento financeiro será fundamental para que o negócio vá para a frente e para que você consiga, além de se sustentar, ter uma grana extra.

Se você tem essa intenção clara de ter sucesso na carreira de editor, não meça esforços para correr atrás do que almeja e estude bastante para se aprimorar cada vez mais, pois dominar os processos da produção audiovisual é fundamental para estruturar um bom projeto.

Então, o que achou dessa lista que preparamos para você? Correspondeu ao que esperava? Agora, não deixe de seguir nossas redes sociais, estamos no Facebook, no Twitter, no YouTube e no Instagram. Até a próxima!

DaVinci Resolve - Edição de Vídeo Profissional
Curso DaVinci Resolve - Edição de Vídeo Profissional
Conhecer o curso

Autor(a) do artigo

Bruno Baltarejo
Bruno Baltarejo

Coordenador de audiovisual. Trabalho com edição e pós produção. Adobe Certified Instructor em After Effects, Premiere, Illustrator, Lightroom, Photoshop, Video Specialist.

Todos os artigos

Artigos relacionados Ver todos